CONFIRMADO! Bolsonaro anuncia auxílio emergencial adicional de R$ 1.200

A prorrogação do auxílio emergencial está confirmada. O anúncio oficial aconteceu na última terça-feira, 1º de setembro, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro da Economia, Paulo Guedes.
Estão confirmadas, ao todo, mais quatro parcelas do auxílio no valor de R$300. Dessa forma, será pago um adicional de R$ 1.200 do benefício.
De acordo com o presidente, ele procurou um “meio-termo” sobre o tema, uma vez que o auxílio emergencial com valor de R$600 custa R$50 bilhões mensalmente à União.


Enquanto havia políticos que defendiam que a prorrogação continuasse com valor de R$ 600, sua equipe econômica defendia R$ 200. O novo valor de R$300 pôs fim ao impasse entre o chefe do executivo e o ministro da Economia Paulo Guedes.
A extensão do auxílio será oficializada por meio de medida provisória e terá que ser aprovada por deputados e senadores no Congresso Nacional. 
O auxílio emergencial
Para Bolsonaro, o valor de R$300 ainda não é o ideal. “Não é um valor o suficiente muitas vezes para todas as necessidades, mas basicamente atende. O valor definido agora há pouco é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família. Então, decidimos aqui, até atendendo a economia em cima da responsabilidade fiscal, fixá-lo em R$ 300”, disse o presidente.

Neste ano, o Executivo depositou cinco parcelas de R$ 600 para os beneficiários do auxílio, visando ajudar os brasileiros de baixa renda, trabalhadores informais, MEIs, autônomos e desempregados.   
O presidente Jair Bolsonaro já havia informado sobre a redução do valor do benefício e argumenta que, se o valo pode parecer pouco para os brasileiros afetados pela pandemia, “é muito para quem paga, no caso, o Brasil”.  

Com informações do site: Noticias Concursos, Saulo Moreira

Saiba em qual Estado o programa Renda Cidadã está funcionando.

O programa Renda Cidadã foi um projeto criado para auxiliar os brasileiros após o auxílio emergencial, visto que a pandemia ainda não acabou, e o auxílio emergencial não terá prorrogação a partir de 2021, é de suma importante que esse programa faça parte da vida dos brasileiros.

O programa foi criado com o objetivo de auxiliar e ajudar financeiramente os indivíduos de baixa renda nesse país, criado em São Paulo, e por ser substituto do bolsa família é obrigatório que os indivíduos sigam os mesmos critérios para poder usufruir do mais novo e atualizado benefício. Para de cadastrar você tem que ir no CRAS do seu município ou ligar para 156.

Apesar de ser para a população de baixa renda, por conta de toda essa imprevisibilidade do Covid-19, apenas algumas pessoas serão aceitas nesse programa e para que aconteça esse desempate a família precisa ter: menor renda, um grande número de crianças e adolescentes, ter algum portador de deficiência ou idoso, ter alguém da família presa, e ser mãe solo.

O valor do benefício é de R$ 80,00 mensais, e para continuar recebendo pelo tempo máximo que são 36 meses (3 anos), é necessário que as crianças e os adolescentes da casa tenham frequência de 75%, todas as crianças estejam com as vacinas em dia.

Por Vanessa Araújo, do Empregabilidade Geral

Paulo Guedes falar sobre AUXÍLIO EMERGENCIAL: “Do ponto de vista do governo não existe a prorrogação”

Diante da possibilidade de uma segunda onda de corona vírus, muitas pessoas tem ficado apreensiva com a possibilidade de cancelamento do auxílio emergencial.
O auxílio que desde o inicio está sendo destinado a pessoas desempregadas e trabalhadores informais desde abril, já sofreu uma prorrogação até dezembro, mas muitos mantinham a esperança de que o valor R$300,00 fosse prorrogado novamente, porém em um evento virtual o ministro da economia, Paulo Guedes deu a seguinte declaração:

“Do ponto de vista do governo não existe a prorrogação do auxílio emergencial. Evidente que há muita pressão política para isso “Do ponto de vista do governo não existe a prorrogação do auxílio emergencial. Evidente que há muita pressão política para isso acontecer. É evidente que tem muita gente falando em segunda onda, etc. e nós estamos preparados para reagir a qualquer evidência empírica. Se houver uma evidência empírica, o Brasil tiver de novo mil mortes, tiver uma segunda onda efetivamente, nós já sabemos como reagir, já sabemos os programas que funcionaram melhor”

O ministro ainda fez a afirmativa de que a taxa diária de mortes esta em queda, mesmo existindo evidências claras de que as taxas de mortalidade não estão “descendo”, e que existem estados que estão com o número de mortos em alta, o ministro ainda afirmou que mesmo com pressões políticas a ala econômica está preparada para uma suposta segunda onda de covid-19.

Por Ana Cardoso – Empregabilidade Geral

Você tem direito a aposentadoria mesmo sem contribua para o INSS? Veja aqui

Quando a idade vai ficando mais avançada as oportunidades de trabalho irão ficando menores, porém a esperança da aposentadoria acalma muitas pessoas, mas e quem nunca contribuiu ao INSS(Instituto Nacional do Seguro Social)? Essas pessoas têm direito a aposentadoria?

Essa dúvida é a realidade de muitas donas de casa, porém a resposta é não. Caso a pessoa possa atestar situação de miserabilidade e estiver na idade requisitada ela pode conseguir o LOAS ao idoso(Lei Orgânica da Assistência Social) que foi criando em 7 de dezembro de 1993 com a ideia de amparar em situação de vulnerabilidade, nesse caso o benefício não requer contribuição ao INSS. Porém vale lembra que sem esse atestado, é impossível comprovar tal situação.

Reforma da Previdência

A reforma da previdência que entrou em vigor no dia 12/11/2019, com informações da Secretaria de Previdência e Trabalho a regra para se aposentar por idade, exige a que os homens tenham idade mínima de 65 anos e as mulheres com 60 anos, nos dois casos é necessário o tempo mínimo de contribuição 15 anos.

Contudo se a dona de casa não contribuiu e pode atestar miserabilidade, e tendo a idade mínima, ela pode dá entrada no pedido de aposentadoria.

Documentação necessária:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante endereço atualizado (conta de luz, água etc.);
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • PIS/PASEP e NIT (Número de Identificação do Trabalhador);
  • Carteiras de trabalho (todas que o segurado possuir);
  • Carnês de contribuição;
  • Certidão de Tempo de Contribuição (CTC);
  • Certidão de Reservista
  • Documentos da atividade rural (em caso de aposentadoria rural conjunta com a por idade);
  • Outros documentos (exemplo: simulação de tempo de contribuição, petições etc.).

Por Ana Cardoso – Empregabilidade Geral

Saiba qual projeto apresenta parcela extra (13°) para Bolsa Família e BPC .

Esse novo projeto, propõe um 13° salaria para beneficiários do bolsa família e do Benefício de prestação continuada.

Já aconteceu isso em 2019 quando o governo resolver beneficiar os indivíduos com uma parcela extra.

Mas vale lembrar que todas essas medidas são e foram tomadas por conta do aumento de preços das mercadorias, principalmente no ramo alimentício.

Esse projeto já transita no congresso e além de querer beneficiar os indivíduos que recebem o valor com mais uma parcela extra no final do ano, ele também implica que haja atualizações anuais do bolsa família.

Por Vanessa Araújo – Empregabilidade Geral

>

Está liberado o hoje o saque do auxílio emergencial dos nascidos em Junho, saque ou transfira terça-feira!

Com o seu pagamento destinado a autônomos, mães adolescentes e até mesmo desempregados o auxílio emergencial, ao longo do tempo sofreu diversas mudanças na sua forma de pagamento, agora no entanto e o pagamento ficou dividido em duas etapas

1ª etapa – O valor é depositado na conta poupança digital (Caixa Tem) onde só é possível fazer pagamentos de contas e boletos, por meio do cartão virtual 

2ª etapa – O valor pode ser sacado ou transferido da sua conta virtual

Para os beneficiários do mês de junho que tiveram o seu depósito na conta poupança social dias 11 e 14 de outubro conforme ciclos 3 e 4 estará sendo liberado hoje dia 24 de novembro o saque e transferências desse valor 

Observe abaixo a tabela dos ciclos:

Auxílio emergencial

Novo ciclo 3

Mês de aniversárioDepósitoSaques
Janeiro30/set7/nov
Fevereiro5/out7/nov
Março7/out14/nov
Abril9/out21/nov
Maio11/out21/nov
Junho14/out24/nov
Julho16/out26/nov
Agosto21/out28/nov
Setembro25/out28/nov
Outubro28/out1º/dez
Novembro29/out5/dez
Dezembro1º/nov5/dez
Fonte: Diário Oficial da União

Auxílio emergencial

Novo ciclo 4

Mês de aniversárioDepósitoSaques
Janeiro30/out7/nov
Fevereiro4/nov7/nov
Março5/nov14/nov
Abril6/nov21/nov
Maio8/nov21/nov
Junho11/nov24/nov
Julho12/nov26/nov
Agosto13/nov28/nov
Setembro15/nov28/nov
Outubro16/nov1º/dez
Novembro18/nov5/dez
Dezembro20/nov5/dez
Fonte: Diário Oficial da União

Bolsa família

Hoje, 24 de novembro estará sendo pago também o valor do auxílio aos beneficiários que tenham o último dígito do seu NIS de número 6.

Com o final do pagamento segunda-feira dia 30 de novembro se encerrando no NIS 0 a caixa já liberou o calendário da última parcela que estará incluso o auxílio emergencial 

 Observe abaixo as datas do pagamento para o mês de Dezembro:

Por Ana Cardoso – Empregabilidade Geral

Qual o valor do auxilio emergencial residual para mães solteiras chefe de família? Veja aqui

O auxílio emergencial, com valor inicial de R$600 foi reduzido a 300 reais. Sendo assim mães chefes de família que recebiam R$1.800 passaram a receber R$600, mas como isso ocorreu ?

Muitas beneficiárias se assustaram com o valor recebidos, no entanto é correto afirmar que as contas estão certas.

Desde o começo da pandemia o auxílio está sendo disponibilizado para a população, e mães solteira chefes de família recebem o valor em dobro, por tanto mães chefes de família que recebiam entre 1.200 e 1.800, passam a receber 600 reais que é o dobro do valor atual do auxílio de 300.

O auxílio será pago através de bancos públicos, por meio de contas poupança social digital, os bancos ainda estarão autorizados a criar contas em nome dos beneficiários, com isenção de pagamento de taxas de manutenção, o benefício pode ser acessado pelo aplicativo do caixa tem.

Como foi dito pelo Ministério da cidadania, a mãe solteira chefe de família recebera o auxilio de 300 em dobro, totalizando 600 Reais.

Por Ana Cardoso – Empregabilidade Geral

Quando receber a 6ª, 7ª, 8ª e 9ª parcela até o fim do ano do Auxílio de 300 Reais.

O auxílio emergencial que teve início em abril destinado aos trabalhadores informais,é um projeto do governo que dá suporte ao MEI (MicroEmpreendedor) e as mães solteiras nesse momento de pandemia. Programado inicialmente para conceder apenas 3 parcelas o auxílio emergencial entrou em uma nova fase, chamada auxílio extensão.

Acaba de ser publicado o calendário oficial das parcelas 6, 7, 8 e 9 do auxílio extensão no entanto apenas os brasileiro que foram aprovados  pela Caixa Econômica Federal receberam as novas parcelas nos valores de R$600 e R$300

Entenda que vai receber:

  • Quem recebeu a 1ª parcela em abril: 9 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em maio: 8 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em junho: 7 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em julho: 6 parcelas

A forma de pagamento será feita pelo mês de nascimento sendo assim continuará o pagamento em ciclos, esse pagamento consiste em dois cronograma:

1 Etapa – o valor é depositado na conta poupança digital (Caixa Tem) onde só é possível fazer pagamentos de contas e boletos, por meio do cartão virtual 

2 Etapa – O valor pode ser sacado ou transferido da sua conta virtual 

Auxílio emergencial – CICLO 2

Mês de aniversário

Saques/ Depósito

Janeiro 28/ago 19/set

Fevereiro 02/set 22/set

Março 04/set 29/set

Abril 09/set 1º/out

Maio 11/set 03/out

Junho 16/set 06/out

Julho 18/set 08/out

Agosto 23/set 13/out

Setembro 25/set 15/out

Outubro 28/set 20/out

Novembro 28/set 22/out

Dezembro 30/set 27/out

Auxílio emergencial – NOVO CICLO 3

Mês de aniversário

Depósito

Saques/ Depósito

Janeiro 30/set 07/nov

Fevereiro 05/out 07/nov

Março 07/out 14/nov

Abril 09/out 21/nov

Maio 11/out 21/nov

Junho 14/out 24/nov

Julho 16/out 26/nov

Agosto 21/out 28/nov

Setembro 25/out 28/nov

Outubro 28/out 1º/dez

Novembro 29/out 05/dez

Dezembro 1º/dez 05/dez

Auxílio emergencial – NOVO CICLO 4

Mês de aniversário

Saques/ Depósito

Janeiro 30/out 07/nov

Fevereiro 04/nov 07/nov

Março 05/nov 14/nov

Abril 06/nov 21/nov

Maio 08/nov 21/nov

Junho 11/nov 24/nov

Julho 12/nov 26/nov

Agosto 13/nov 28/nov

Setembro 15/nov 28/nov

Outubro 16/nov 1º/dez

Novembro 18/nov 05/dez

Dezembro 20/nov 05/dez

Auxílio emergencial – NOVO CICLO 5

Mês de aniversário

Saques/ Depósito

Janeiro 22/nov 19/dez

Fevereiro 23/nov 19/dez

Março 25/nov 04/jan

Abril 27/nov 06/jan

Maio 29/nov 11/jan

Junho 30/nov 13/jan

Julho 02/dez 15/jan

Agosto 04/dez 18/jan

Setembro 06/dez 20/jan

Outubro 09/dez 22/jan

Novembro 11/dez 25/jan

Dezembro 12/dez 27/jan

Auxílio emergencial – NOVO CICLO 6

Mês de aniversário

Saques / Depósito

Janeiro 13/dez 19/dez

Fevereiro  13/dez 19/dez

Março 14/dez 04/jan

Abril 16/dez 06/jan

Maio 17/dez 11/jan

Junho 18/dez 13/jan

Julho 20/dez 15/jan

Agosto 20/dez 18/jan

Setembro 21/dez 20/jan

Outubro 23/dez 22/jan

Novembro 28/dez 25/jan

Dezembro 29/dez 27/jan

No entanto as regras para recebimento do auxílio extensão diferem do auxílio emergencial, contendo regras rígidas 

Lembrando que os beneficiários do Bolsa família tem um calendário baseado no número do NIS 



Por Ana Cardoso – Empregabilidade Geral

Veja quando você irá receber através do bolsa família a 8° e 9° parcela do auxílio emergencial.

Veja quando você irá receber através do bolsa família a 8° e 9° parcela do auxílio emergencial.

A oitava parcela será paga entre os dias 17 e 30 do mês de novembro para os beneficiários do bolsa família, muitos beneficiários perderam o auxílio logo quando houve a redução para r$ 300, o pagamento desta parcela não depende de nenhum tipo de cadastro ou solicitação, com isso somente pessoas com valor igual ou inferior a r$ 300 recebem essas parcelas extras.

Abaixo temos o calendário da oitava parcela do auxílio emergencial do bolsa família, ressaltando que a ordem de pagamento vai depender do número do nis.

Data do pagamento Beneficiário do Bolsa Família
17 de novembro NIS final 1
18 de novembro NIS final 2
19 de novembro NIS final 3
20 de novembro NIS final 4
23 de novembro NIS final 5
24 de novembro NIS final 6
25 de novembro NIS final 7
26 de novembro NIS final 8
27 de novembro NIS final 9
30 de novembro NIS final 0

E aqui abaixo está o calendário da nona parcela do auxílio emergencial, que será depositado entre os dias 10 e 23 de dezembro de 2020, e após recebimento não há previsão de uma prorrogação do auxílio emergencial para o próximo ano.

Data do pagamento Beneficiário do Bolsa Família
10 de dezembro NIS final 1
11 de dezembro NIS final 2
14 de dezembro NIS final 3
15 de dezembro NIS final 4
16 de dezembro NIS final 5
17 de dezembro NIS final 6
18 de dezembro NIS final 7
21 de dezembro NIS final 8
22 de dezembro NIS final 9
23 de dezembro NIS final 0

Por Vanessa Araujo do Empregabilidade Geral!