Quais mudanças na carteira de habilitação (CNH) realmente foram aprovadas por Bolsonaro

Houve diversos projetos no qual falava sobre mudanças na nossa carteira de habilitação, mas somente algumas foram aprovadas, e todas essas só entrarão em vigor 6 meses após a sua data de aprovação, esses projetos foram aprovados pelo Presidente Bolsonaro. Veja abaixo quais foram:

A validade da carteira de habilitação mudou, quem tem menos de 50 anos a validade da carteira fica de 10 anos.
Quem tiver entre 50 e 70 anos a validade fica de 5 anos.
E quem tem +70 anos, a validade da carteira é de apenas 10 anos.

Sobre a questão dos faróis, eles também se tornam obrigatórios estarem acessos em túneis, caso esteja chovendo, e caso tenha muita neblina.

Cadeirinha infantil, antes era obrigatório que crianças de 7 anos ou menos usasse cadeirinha infantil no carro afim de proteje-la caso acontecesse algum acidente, hoje com a mudança, a cadeirinha se tornou obrigatória para crianças de até 10 anos.

Pontos na CNH, mudaram também a questão do ponto da carteira de habilitação. Hoje, para que o motorista perca sua CNH ele precisa ter no mínimo 20 pontos e mais de duas infrações graves, 30 pontos ou mais que uma infração grave, e no máximo 40 pontos sem infrações graves.

Por Vanessa Araújo do Empregabilidade Geral

Paulo Guedes falar sobre AUXÍLIO EMERGENCIAL: “Do ponto de vista do governo não existe a prorrogação”

Diante da possibilidade de uma segunda onda de corona vírus, muitas pessoas tem ficado apreensiva com a possibilidade de cancelamento do auxílio emergencial.
O auxílio que desde o inicio está sendo destinado a pessoas desempregadas e trabalhadores informais desde abril, já sofreu uma prorrogação até dezembro, mas muitos mantinham a esperança de que o valor R$300,00 fosse prorrogado novamente, porém em um evento virtual o ministro da economia, Paulo Guedes deu a seguinte declaração:

“Do ponto de vista do governo não existe a prorrogação do auxílio emergencial. Evidente que há muita pressão política para isso “Do ponto de vista do governo não existe a prorrogação do auxílio emergencial. Evidente que há muita pressão política para isso acontecer. É evidente que tem muita gente falando em segunda onda, etc. e nós estamos preparados para reagir a qualquer evidência empírica. Se houver uma evidência empírica, o Brasil tiver de novo mil mortes, tiver uma segunda onda efetivamente, nós já sabemos como reagir, já sabemos os programas que funcionaram melhor”

O ministro ainda fez a afirmativa de que a taxa diária de mortes esta em queda, mesmo existindo evidências claras de que as taxas de mortalidade não estão “descendo”, e que existem estados que estão com o número de mortos em alta, o ministro ainda afirmou que mesmo com pressões políticas a ala econômica está preparada para uma suposta segunda onda de covid-19.

Por Ana Cardoso – Empregabilidade Geral

Saiba como solicitar Microcrédito de R$ 300,00 a R$ 15.000,00 sendo escrito no CadÚnico

Caso você esteja inscrito no cadastro único, você pode solicitar esse microcrédito através do programa Progredir do Governo Federal.

O microcrédito desse programa tem um objetivo de auxiliar a renda para quem recebe bolsa família, o governo federal promoveu esse projeto no intuito de incentivar o empreendedorismo, e também para que as pessoas inscritas no programa possam melhorar sua qualidade de vida, quitando suas dívidas pagando aluguel dos atrasados e dando uma qualidade de vida melhor para sua família.

Aos interessados, não precisa não se preocupar com as taxas de juros o que são as menores do mercado (1% ao mês).

Para que você esteja apta para ser aprovado nesse programa, você precisa necessariamente ser beneficiário do bolsa família. As regras para participar do bolsa família são: O cadastro único tem que ser atualizado, crianças e adolescentes da família tem que estar matriculados e ter uma frequência escolar de no mínimo 85% para crianças e 75% para adolescentes, é necessário também que a gestantes da família compareça as consultas de pré-natal, e carteira de vacinação esteja em dias, e que você seja de uma família considerada pobre.

Sua família preenchendo os requisitos acima, será necessário ter outra renda além do bolsa família, o fiador, e também terá que permitir visitas das assistentes sociais do programa.

Para solicitar você deve entrar em contato com a Caixa econômica federal e levar toda documentação necessária e ir com fiador, após a solicitar haverá uma visita na sua residência.
O empréstimo pode variar de R$ 300 a R$ 15000, e o valor liberado será informado de acordo com essa visita do responsável pelo programa.

Caso você não seja cadastrado no bolsa família e preenche os requisitos acima e tem interesse no programa, você deve comparecer ao órgão responsável pelo bolsa família no seu município levando os seguintes documentos: carteira de trabalho, RG e CPF, e comprovante de residência.
Ao chegar no órgão responsável você fará uma solicitação do Cadúnico, onde acontecerá uma entrevista com assistente social.

Por Vanessa Araújo – Empregabilidade Geral

Salário mínimo aumentou, veja aqui o novo valor e o motivo

Hoje o salário mínimo é de R$ 1.045,00 , mas por conta de toda inflação o salário mínimo poderá ficar no valor de R$ 1.088,00.

O aumento do salário se dá ao fato que esse ano, por conta da pandemia e diversos outros fatores, o preço dos alimentos subiram consideravelmente, como também a valorização do Dólar e a demanda de exportação alimentícia internacional logo o valor do salário tem que acompanhar a inflação.

Sempre que aumenta o valor do salário mínimo, o governo passa a ter mais gastos públicos, e com isso esse gasto não pode ser mais que o valor de 2020, caso exceda esse limite, algum corte será estudado e feito.

Por Vanessa Araújo, do Empregabilidade Geral