Fausto Alexandre Mazine

Apenas sete anos se passaram desde que Fausto Alexandre Mazine começou a operar no mercado de ações. Aos 18 anos, trabalhando na empresa do pai, aproveitava cada centavo que ganhava para aplicar na Bolsa. As primeiras transações foram feitas após ganhar R$ 1.500 para pintar apartamento do irmão. No começo, o foco era apenas o mercado de ações à vista. “Mas o retorno era lento, ainda não dava para viver só disso”, diz.

Em 2007, quando já fazia transações com opções sobre ações, veio a grande tacada. Ganhou quase R$ 100 mil com a disparada das ações da Petrobras, após o anúncio da descoberta de óleo na camada do pré-sal. Com mais dinheiro em caixa, decidiu viver de investimentos. “Falei para o meu pai o quanto conseguiria ganhar por mês operando sozinho. Ele disse que não conseguiria cobrir e eu comecei a me dedicar apenas aos investimentos.”

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Continuar-lendo-a-materia.png
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Voltar-a-materia-anterior.png