Uma das estratégias que adotou foi a de sempre buscar portos seguros para seus investimentos. “Eu aconselho ter um lastro. Você começa com R$ 300 mil, ganha dinheiro, tira dos investimentos de risco e coloca em um investimento sem risco. Porque isso fez diferença para mim. Em 2008, quando veio a crise, eu tinha esse lastro, comprei muito ativo barato e em 2009 já tinha quase dobrado o valor investido”, conta. “Depois disso, zerei parte da posição e comprei dois imóveis. Como o mercado acionário não foi bem em 2011, eu realizei os investimentos em imóveis, que subiram bastante, e voltei a comprar ações.”

Para ele, o investidor deve buscar sempre o timing ideal para acertar os movimentos. “Sempre há boas opções. Com a taxa de juros caindo, o governo incentivando a indústria, não há momento melhor para começar no mercado de renda variável. Essa é a hora de tomar risco”, acredita.

Investimentos: ações, imóveis, renda fixa

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Continuar-lendo-a-materia.png
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Voltar-a-materia-anterior.png